3º Festival Internacional de Música Corporal

Música que você vê. Dança que você ouve.
Olido

05 – Dança percussiva

Sandy Silva

17/11 | 10h | Galeria Olido

Por meio da improvisação, percussão corporal e coreografia original, Sandy faz um trabalho baseado em influências de tradições da sapateado celta, flamenco espanhol, tap americano, legenyes húngaro, Appalachian buck-dance e dança moderna. O resultado é uma rica e fascinante coreografia, cheia de inventividade rítmica e visual. Through improvisation, body percussion and original choreography, Sandy works under the influences of the Celtic Tap traditions, Spanish Flamenco, American Tap, Hungarian Legenyes, Appalachian Buck-Dance and modern dance. The workshop works on deconstruct the vocabulary of chosen percussive dance forms incorporating movement, intention and timing in solo and group work and through this exploration integrate these components into a short choregraphy.

02 – Rumba tap

Max Pollak

16/11 | 10h | Galeria Olido

Max é austríaco radicado nos USA desde 1992. Seu trabalho, o Rumba Tap, é uma combinação original da dança afro-cubana, a música corporal, sapateados e expressão vocal. É um método para integrar no corpo seus diferentes potencias como um instrumento de melodia e ritmo criando uma pequena  e poderosa orquestra com as mãos, pés e voz. Rumba Tap is Max Pollak’s original combination of  Afro-Cuban dance, body music, foot percussion and vocal expression. It is a tried and true method for blending the body as a melody and rhythm instrument into a small but mighty orchestra.  With hands, feet and voice.

03 – Percussão corporal e tap dance

Leela Petrônio

16/11 | 14h | Galeria Olido

LeeLa, fundadora do “Hip Tap Project” conduzirá uma aula misturando percussão corporal e movimento. A aula é um workshop acessível e enérgico da dança percussiva com influências de sapateado, hip hop, funk e percussão corporal similar ao Stomp. LeeLa, founder of the “Hip Tap Project” will conduct a class blending body drumming and movement.  The class is an accessible, high energy fun workshop around percussive dance with influences from rhythm tap, hip hop, funk and “Stomp-like” body percussion.

04 – Percussão corporal em ritmos tradicionais turcos

Tugay Başar & Timuçin Gürer (KeKeÇa)

16/11 | 14h | Galeria Olido

O grupo desenvolve movimentos graciosos com os ritmos e tempos complexos da música folclórica turca. O grupo ensina essas técnicas em Istambul a pessoas de diversas idades e habilidades, incluindo experiências com alunos surdos. Nesse workshop os participantes vão sentir, vivenciar e aprender o tradicional Ottoman-Turkish “usul” (um ciclo rítmico com um compasso específico que consiste numa sequencia de diversas durações e alturas). The group develops graceful movements with the rhythms and the complex timing of the Folk Turkish music. The group teaches and develop  theses techniques in Istambul to people from different ages and skills, includin experiences with deaf pupils. In this workshop the participants will feel, see and learn a traditional Ottoman-Turkish “usul” (a rhythmical cycle with a specific measure consisting of a sequence of varying durations and pitches) through KeKeÇa body percussion.

01 – Ritmos brasileiros

Barbatuques

16/11 | 10h | Galeria Olido

Adaptação de diversos ritmos brasileiros, tais como baião, maracatu, afoxé e samba, para técnicas de percussão corporal, exercícios de independência rítmica integrando mãos, pés e voz, adaptação de timbres e naipes percussivos para o corpo. Adaptation of a variety of Brazilian rhythms such as: Baião, Maracatu, Afoxé and Samba, for body percussion techniques, exercises to develope rhythmic independence, integrating hands, feet and voice, adaptation of brazilian percussion instruments and rhythms to body sounds.

06 / 11 – Percussão corporal e dança

Jep Meléndez

06 – 17/11 | 10h | Galeria Olido

11 – 18/11 | 14h | Galeria Olido

Esse workshop é voltado para o uso da técnica da percussão corporal integranda à dança. Descubra em seu corpo toda uma sucessão de ritmos internos que criam movimentos. Conectando estes ritmos podemos tocar nossos corpos como um instrumento de percussão criando movimentos e coreografias. Jep é coreógrafo professor de sapateado e percussão corporal na Espanha onde fundou e integra o Kösha e Terekitetap (ambos mesclam música e performance corporal) e outros grupos.

This workshop is to use the technique of body percussion and dancing at the same time. To discover that our body is a succession of different organic inner rhythms that create movements that connect to play our body as a percussion instrument. All this by creating a rhythmic choreography.Jep is choreographer and teacher of tap dance and percussion in Spain where he founded and performs with Kösha e Terekitetap (Both groups blends music and body performances)mesclam música e performance corporal) and other groups.

07 – Sapateado – Clogging

Evie Ladin (Slammin)

17/11 | 14h | Galeira Olido

A avó do sapateado, o clogging americano é uma mistura de estilos de dança ingleses, irlandeses, africanos e americanos. Essa mistura originou, no sudeste dos Estados Unidos, um estilo de dança praticado até hoje. The grandmother of tap dance, American clogging is a unique mix of English, Irish, Native American and African dance styles.  These cultures collided in the Southern Appalachian mountains in the Southeastern US, creating a new dance style that is still practiced today.

08 – Improvisação e regência

Fernando Barba e Stênio Mendes

17/11 | 14h | Galeria Olido

Prática de improvisação em grupo a partir da pesquisa de diversos recursos da voz e da percussão corporal. A oficina aborda a escuta, a comunicação em grupo e a prática da regência a partir de gestos corporais tanto codificados como intuitivos. Group improvisation practice, from the research of various resources of voice and body percussion. The workshop approaches the hearing, group communication and the practice of conducting from body gestures both encoded and intuitive.

09 – Stepping

Step Afrika!

18/11 | 10h | Galeria Olido

O Step Afrika! celebra o Stepping, uma forma de arte que nasceu em comunidades afro-americanas com base em tradições Africanas. Como a primeira empresa profissional dedicada a esta arte o Step Afrika! Já viajou por diversos continentes e em sua linguagem utiliza elementos coreográficos também inspirados em sapateados no Gumboots (África do Sul) e na percussão vocal. Step Afrika! celebrates the Stepping, a kind of art born in afro-american communities founded in African traditions. As the first company professionally dedicated to this kind of art, the Step Afrika! has travelled around the world. Stepping is a unique dance tradition created by African American college students. In stepping, the body is used as an instrument to create intricate rhythms and sounds through a combination of footsteps, claps and spoken word.

10 – Música corporal – polirritmia e defasagem ritmica

Keith Terry

18/11 | 10h | Galeria Olido

Keith Terry é dançarino/percussionista cujo trabalho abrange diversas disciplinas – música, dança, teatro, performance – que reúne para criar uma visão artística única. Desde 1979 ele vem desenvolvendo seu estilo próprio de msica corporal. Sua oficina de música corporal explora rítmos tradicionais e contemporâneos, as possibilidades de percussão e movimento a partir de polirritmias, polímetros, pulsos cruzados e defasagens rítmicas. polyrhythms, polymeters, crosspulses and phasing. Keith Terry is a dancer/percussionist whose works contemplates a viraety of skills – music, dance, theatre, performance – which Keith reunites in search of the creation a unique artistic vision. He has been developing his own contemporary style of body music since 1979. This workshop explores traditional and contemporary rhythms and also percussion and movement possibilities from polyrhythms, polymeters, crosspulses and phasing.

12 – Coreografias na percussão corporal

Tupac Mantilla (Tekeye)

18/11 | 14h | Galeria Olido

Um programa desenvolvido para gerar consciência do corpo em um determinado espaço físico específico por meio do uso de figuras geométricas. Este workshop, criado para pessoas de nível intermediário e/ou iniciantes com algum conhecimento e experiência na performance de palco, toca em temas como equilíbrio, ritmo, percepção, ação e reação no palco e permite aos participantes criar ferramentas para melhorar a sua abordagem coreográfica de artistas ao vivo. It is a workshop which has been developed to motivate one´s counciousness over the body in specific physical spaces trhough the use of geometric symbols. This workshop has been created to be offered to begginers or intermediate experienced people in stage performance. It is about balance, rhythm, perception, action and reaction on stage and allows participants to create tools to improve their performance during live presentations.

13 – Beat box

Kenny Muhammad

19/11 | 14h | Galeria Olido

Esse mago do som possui uma ingenuidade surpreendente que permite a construção de uma gama ilimitada de composições musicais todas sem o uso de instrumentos. Kenny Muhammad expandiu o leque da arte chamada de beat Box. Ele redefiniu o corpo humano como o primeiro instrumento, por meio de uma impressionante manipulação de seu próprio corpo. Keeny is like the “sound wizard”, it is amazing how he creates a huge variety of sounds without the use of instruments. He has expanded the possibilities for body sound making of the art of Beat Box. He has redefined the human body as the first music instrument, by the impressive manipulation of his own body.