3º Festival Internacional de Música Corporal

Música que você vê. Dança que você ouve.
Artistas

Artistas

BarbatuquesB.A.S.E.Henning von Vangerow | Jep MeléndezKeKeÇa

Kenny Muhhammad | Las FlamencasLeela PetrônioMax PollakSandy Silva

Slammin All-Body BandStep Afrika!Steven HarperTeKeyé

Henning von Vangerow (Alemanha)

Henning von Vangerow é  professor de TaKeTiNa avançado e ensina TaKeTiNa há 21 anos em toda a Europa e nos últimos dois anos em São Paulo. Ele é psicólogo trabalhando em suas pesquisas próprias, trabalhou em teatro por 20 anos e passou oito anos morando em Paris e levando os estudos de TaKeTiNa para atores Henning von Vangerow is an advanced TaKeTiNa teacher, who has taught TaKeTiNa for 21 years all over Europe and the last two years in Sao Paulo. He is a Psychologist working in a practice on his own. He worked in theater for 20 years and also spent 8 years living in Paris leading a TaKeTiNa studio for actors

www.h-v-vangerow.de

Tekeyé (Colômbia)

O talentoso grupo colombiano experimental de percussão trabalha a concepção universal do ritmo pelas características físicas, sons produzidos pelo corpo e objetos de uso cotidiano. Exploram a percussão de “alto impacto”, com ritmos fortes  e marcantes. As apresentações são cheias de criatividade e dinamismo, além da forte presença cênica em palco. Tekeyé apresentará um repertório específico, baseado em ritmos da América do Sul. This talented Colombian experimental percussion group works on the universal conceptions of the rhythm by its physical features, sounds produced by the body and everyday objects. They explore “high impact” percussion, with strong and remarkable rhythm. The presentations are dynamic and very creative, as well as, great stage presence. Tekeyé will present a specific repertoire, based on the rhythms of South America.

www.tekeye.org

Steven Harper (USA | Brasil)

Sapateador, professor, pesquisador e coreógrafo, é um dos principais incentivadores da arte do sapateado no Brasil. Residente no Rio de Janeiro desde 1991, criou e dançou nos espetáculos “Preto e Branco”, com Mauricio Silva, “No Baixo do Sapateiro”, com o contrabaixista/cantor Bruce Henry, “Sincopizante”, “Sensorial” e “Combo”, com a Cia Steven Harper, “Jimmy”, com Adriana Salomão e “Tririmbau”, com o percussionista/cantor/compositor Carlos Negreiros. Outros parceiros artísticos incluem os músicos Robertinho Silva, Carlos Malta, Lionel Arthur e a Orquestra UFRJazz, do maestro José Rua. Steven coordena o ensino de sapateado no Centro de Artes Nos da Dança, no Rio de Janeiro, é metodologista da academia Pulsarte, em São Paulo, e membro do comitê diretor da Associação Internacional de Sapateado (ITA), nos EUA. Tap Dancer, Teacher, Researcher and coreography, he is one of the most supporters of tap dancing in Brazil. He´s been living in Rio de Janeiro, Brazil, since 1991. He created and danced in the “Preto e Branco”, with Mauricio Silva, “No Baixo Sapateiro”, with the bass player and singer Bruce Henry, “Sincopatizandte”, “Sensorial” and “Combo” with Steven Harper Cia, “Jimmy”, with Adriana Salomão e “Tirimbau”, with the percussionist, singer and composer Carlos Negreiros. Other artistic partners include the musicians Roberto Silva, Carolos Malta, Lionel Arthur e a Orquestra UFRJazz, from the Conductor t José Rua. Steven runs the Tap Dance course at the “ Centro de Artes Nos Dança”, in Rio de Janeiro, is a methodologist from the Pulsarte Academy in São Paulo, and a member of the International Tap Association, in the USA.

Step Afrika! (EUA)

Pioneiros na “step dance”, os americanos de Washington DC promovem o “Stepping”, arte nascida na comunidade afro-americana com base nas raízes Africanas. Batidas e arrastos de pés, palmas entre outros recursos são combinados nesta energética perfomance percussiva a fim de produzir diversos sons ritmados com o corpo. O grupo utiliza também elementos inspirados no “Gumboots” da África do Sul (criado por mineradores) e reverbera o ritmo dos sons na movimentação corporal, enriquecendo visualmente a apresentação. Step Dance  pioneers, the Americans from Washington DC promote ´Stepping´, art born from the Afro-American community, therefore based on African roots.Stepping is a unique dance tradition created by African American college students.In stepping, the body is used as an instrument to create intricate rhythms and sounds through a combination of footsteps, claps and spoken word.The group also uses musical elements inspired by the “Gumboots” from South Africa ( a Miner´s creation ) and reverberates the sound rythm in the body movement, visually upgrading the presentation.

www.stepafrika.org

Slammin All-Body Band (EUA)

O sexteto de Oakland, Califórnia, apresenta a união entre canto, beatbox e a  percussão corporal com raízes no jazz, funk, R&B e world music. Este talentoso grupo, liderado por Keith Terry (criador do IBMF), recria músicas com harmonias diferenciadas e improvisações rápidas típicas do jazz. No repertório há interpretações de nomes como Stevie Wonder e Miles Davis. The Sextet group from Oakland, California, presents the union of singing, beatbox and body percussion, with influences of jazz, funk, R&B and world music. This talented group, lead by Keith Terry ( creator of IBMF ), recreates music with peculiar harmony and quick improvisations which are typical in Jazz. In the repertoire there are interpretations of Stevie Wonder and Miles Davis.

www.crosspulse.com/slammin.html

Sandy Silva (Canadá)

Improvisação, percussão corporal e coreografias originais são o ponto inicial deste trabalho inspirado nos ritmos e movimentos tradicionais da “step dance” Celta,  flamenco espanhol, sapateado americano, “Legenyes” húngaro, dança “Buck-appalachian” e dança moderna. O resultado é uma rica apresentação cheia de inventividades rítmicas e visuais. Improvisation, body percussion and original choreographies are the starting point of Sandy’s work, inspired by the rhythms and traditional movements of the Celtic “step dance”, Spanish Flamenco, American Tap Dance, Hungarian “Legenyes”, “Buck-appalachian” dance and modern dance. The result is a rich presentation full of rhythmical and visual innovations.

www.sandysilvadance.com

Max Pollak (Áustria)

Max é um dos nomes de maior prestigio na cena do sapateado internacional, reconhecido mundialmente por seu estilo autêntico e por ser pioneiro na mistura da autêntica música afro-cubana com o sapateado americano, o RumbaTap. Radicado nos EUA e criador do Festival de Tap em Cuba, apresenta seu original conceito com o objetivo de criar sons e ritmos com elementos latinos e jazz, através do mais antigo instrumento conhecido pelo homem: o corpo.
Max receberá em suas apresentações solo convidados: integrantes de seu grupo Rumba Tap e o sapateador Steven Harper.
Max is one of the most prestigious representatives of the tap dancing international scenario, his widely known for his authentic style as well as for being the pioneer in mixing the authentic Afro-cuban music with American Tap Dancing, the “Rumba Tap”. He now lives in the USA and he´s created the “Tap Festival” in Cuba. He presents his original concept aiming to create sounds and rhythms with latin and jazz elements, through the most ancient musical instrument known by people: the body.
Max will have guests for his solo presentations: members of the Rumba Tap Project and Steven Harper, Tap Dancer.

www.rumbatap.com

LeeLa Petrônio (França)

A franco americana LeeLa Petronio apresenta seu trabalho solo de dança percussiva, em que une sapateado rítmico, hip hop e percussão corporal. LeeLa também faz parte do elenco do consagrado Stomp e possui seu próprio projeto, o “Hip Tap Project”. A eclética e energética abordagem deste espetáculo a levou a participar de festivais, concertos e eventos em variadas localidades pelo mundo. The Franco-American artist LeeLa Petronio presents her solo performance in percussive dancing, where she gathers “rhythmical tap dancing”, hip hop and body percussion. LeeLa is also part of the famous Stomp group and runs her own project, the “Hip Tap Project”. The ecletic and energetic approach of her works has lead LeeLa to participate in concerts and other events in many different places worldwide.

www.myspace.com/hiptapproject

Las Flamencas (Espanha)

O grupo Las Flamencas foi criado por Silvia Moreno Gil (Córdoba, Espanha) e Fátima Moreno González (Sevilla, Espanha) resultante da preocupação dos duas jovens bailarinas de dança flamenca e espanhola, para criar novas experiências artísticas no Flamenco, para não perder a tradição e as raízes desta arte. Las Flamencas inclui a percussão corporal na dança flamenca, como parte de seu repertório. Atualmente, contam com um segundo elenco, com grandes artistas como Raquel Gómez e Patricia López. The group “Las Flamencas” was created by Silvia Moreno Gil (Cordoba, Spain) and Fatima Morendo González (Sevilla, Spain). It resulted from the preoccupation of these young Flamenco and Spanish dancers to create new artistic experiences of Flamenco, in order to maintain the tradition and origins of this art. “Las Flamencas” include body percussion and Flamenco dancing in their repertoire. Nowadays they count on a second cast of great artists such as Raquel Gómez and Patrícia López.

Kenny Muhammad (EUA)

Conhecido como a “orquestra humana”, o nova iorquino Kenny Muhammad possui uma surpreendente habilidade para construir uma gama de composições musicais pelo beatbox.  Kenny é considerado um dos mestres mundiais na técnica e com ela produz ritmos como jazz, rock, reggae, salsa, afro-cubanos, house, techno, trance, hip hop e drum&bass. Kenny traz ao beatbox um toque completamente novo. Por três vezes consecutivas foi vencedor do “Showtime at the Apollo”, já partilhou palco com Public Enemy e Stevie Wonder, entre outros. Seu trabalho é amplamente reconhecido e nos EUA pode ser visto inclusive na publicidade. Known as the “Human Orchestra”, the New Yorker Kenny Muhammad holds an exceptional skill to create a huge variety of musical compositions by the beatbox. Kenny is considered a world master of such technique and through beatbox he produces rhythms such as: jazz, rock, reggae, salsa, afro-cubans, house, techno, trance, hip hop and drum&bass. Kenny gives beatbox a brand new touch. He won the “Showtime at the Apollo” three cosecutive times, and has been on stage with Public Enemy and Stevie Wonder, amongst others. His works are recognized worldwide and can also be appreciated in advertising campaigns.

www.myspace.com/thehumanorchestra

KeKeÇa (Turquia)

O grupo de percussão corporal turco sugere “faça do seu corpo seu instrumento musical”. Seu fundador, Tugay Basar, desenvolveu uma abordagem específica de percussão corporal baseada no ritmo e nos complexos tempos da música tradicional turca. Em parceria com Timuçin Gürer, denominou como “KeKeÇa”. O processo de brincar ou jogar com si próprio (Kenidn Kendini Çal, em turco) na relação do ‘eu’ com o ‘corpo’, acaba por ser uma jornada de descoberta e consciência de si e do ritmo musical próprio. The Turkish body percussion group suggests: “ make your body your own musical instrument”.  Founder, Tugay Basar, has developed a specific approach for body percussion, based in the rhythm and complex timing of the traditional Turkish music. The process of playing or having fun with oneself (Kenidn Kendini Cal, in Turkish) in the relationship between the self and the body, ends up being a journey of discovery and awareness of one´s own musical rhythm.

www.kekeca.net

Jep Meléndez (Espanha)

Coreógrafo, sapateador e percussionista, o espanhol apresentará a mescla da percussão corporal com o Flamenco e sapateado. Jep possui uma trajetória artística expressiva, elogiada pela crítica e público, onde criou novas abordagens na percussão corporal. Na Espanha, fundou e integra o Kösha e Terekitetap (ambos mesclam música e performance corporal) e diversos outros grupos musicais. Choreographer, tap dancer and percussionist, the Spanish artist will present a mix of body percussion with Flamenco and tap dancing. Jep has a very expressive artistic career, recognized by the critics and the public, due to his innovations in body percussion. In Spain, he founded and also takes part in the Kosha and Terekitetap (which both mix music and body performance) and some other musical groups.

B.A.S.E. – Bay Area Sonic Ensemble (EUA)

Composto por músicos da Bay Area de São Francisco, Califórnia, é um grupo que tem fortes influências musicais de Bali, Índia, África Ocidental, Turquia, leste da Europa, Brasil e EUA. O B.A.S.E. foi formado durante as adições anteriores do Festival Internacional de música Corporal e agora chegam ao Brasil, compartilhando suas experiências vocais e ritmicas. B.A.S.E. is comprised of musicians from the San Francisco Bay Area, California. Its creations are strongly influenced by music from Bali, India, Ocidental Africa, Turkey, East Europe, Brasil and the USA. B.A.S.E. was created during the IBFM previous editions, and now, they come to Brazil to share with the public, their vocal and rhythmical experiences.

http://www.BayAreaSonicEnsemble.com

Barbatuques

Barbatuques com Stenio Mendes e Orquestra Corporal

Referência mundial em percussão corporal, o grupo brasileiro produz música utilizando o corpo como instrumento. Melodias e ritmos musicais são criados com resultado surpreendente. O grupo fundado por Fernando Barba se transforma em uma verdadeira orquestra corporal e proporciona uma experiência sonora-visual contagiante e interativa. No Festival, convidam o premiado Stenio Mendes (criador do sistema ludo-pedagógico que utiliza a percussão corporal, recursos vocais e sucatas como elementos de criação musical) e a Orquestra Corporal, formada por integrantes do grupo de estudo de percussão corporal, colaboradores e artistas do IBMF.

Barbatuques with Stenio Mendes and the Body Orchestra

A world reference in body percussion, the Brazilian group uses the “body” a musical instrument. Melodies and musical rhythms are created with amazing results. The group created by Fernando Barba, changes into a real body orchestra and provides the audience with an exciting and interactive “audio-visual” experience. During the 3rd IBMF Brasil, they will invite the talented Stenio Mendes ( creator of the “playful and pedagocic” system that makes use of the body percussion, vocal resources and “recycled objects, as elements for musical creations ) and the “Orquestra Corporal” ( the “Body Orchestra”), which is formed by the members of the study group for body percussion, volunteers and artists of the IBMF.